14 de setembro de 2011

Dói

Sinto como se fossem os últimos minutos, dói, dói muito, sinto que tudo se esvai, que tudo se vai e não sou eu que decido isto. Não rir, não chorar, não dizer, não poder dizer, dói, dói tanto. Ao longe vejo tudo o que deixei para trás, o que eu não sou mais, ao longe vejo o que perdi, o amor mais lindo que senti, está aqui, os donos dele é que não estão e sinto como se fossem os últimos minutos para perder outra parte de mim e dói, dói demais.

3 comentários:

Muryanne disse...

Simples, sincero e convincente. É assim que defino esse texto, n poderei julgar pelos sentimentos expostos pq isso é vc e só vc que sente e sabe o quanto dói.
O que posso dizer é que o tempo é o melhor amigo e o melhor remédio...
Fica bem, bjs

Karen Marques disse...

Brigada, Mury, é bom poder contar contigo, apesar dos apesares. rs

Muryanne disse...

Estamos aí!!!
Apesar dos apesares.kkkk